VEREADOR "SOCIALISTA" BRUNO SOUZA (PSB E LIGADO AO MBL) É FRITADO EM PLENÁRIO

Notícias 23/02/2018

O vereador Bruno Souza (PSB e ligado ao MBL), defensor do golpe, do liberalismo selvagem e de qualquer reforma que prejudique os trabalhadores, ficou desnorteado no plenário da Câmara Municipal de Florianópolis no dia 20 de fevereiro. Ao alto custo do erário público, os vereadores gastaram horas discutindo um projeto de lei esdrúxulo de sua autoria: ele tentava revogar uma lei de 1994 que declara Florianópolis e Havana, capital de Cuba, cidades-irmãs.

Seguindo a linha do vereador Prof. Lino Peres (PT), o primeiro a subir na tribuna, diversos vereadores - inclusive da base governista - elencaram dezenas de motivos para a existência do tratado de cooperação, que a nossa cidade tem com outras 17 cidades de todo o mundo, como Mar Del Plata, Argentina, e San Diego, EUA. Produto oportunista e mal intencionado, o projeto, de viés ideológico e preconceituoso, sofreu fragorosa derrota por 15 a 3. "Esse é o momento de abrir portas e não de fechar. Para além de todas as óbvias vantagens de se ter uma cidade com tal história, cultura e conhecimento técnico em diversas áreas como parceira, é também uma questão de irmandade entre os povos, tão necessária no mundo de hoje!", educou Lino na tribuna, com direito à dança e canto de Chan Chan, do grupo Buena Vista Social Club.

Sob as intensas vaias de diversos sindicatos e movimentos sociais presentes nas galerias, restou ao "socialista" esbravejar alguns ataques sem sentido como "Florianópolis apoia ditaduras comunistas". Acuado, ele ainda pediu o adiamento da votação de sua moção de repúdio ao Sintraturb por participar da greve geral de ontem.