PÉSSIMA BALNEABILIDADE É A REGRA NO NORTE DA ILHA

Notícias 14/02/2018

A assessoria do mandato do vereador Prof. Lino Peres (PT) fez uma análise das medições de balneabilidade realizadas pela Fatma (Fundação do Meio Ambiente), nos últimos anos, e constatou que, ao contrário do que o superintendente da Secretaria de Saneamento e Habitação da Capital, alega as condições impróprias de banho nas praias no norte da ilha não são casos “isolados”.  Até o momento, a imensa maioria dos pontos de Canasvieiras, Ponta das Canas, Santinho, Jurerê e Ingleses em que foram coletadas amostras de água para análise o resultado foi alarmante. Só para se ter uma ideia: no 1º relatório de balneariabilidade divulgado pela Fatma consta que no segundo dia do ano a região em frente à Rua das Flores, na praia de Canasvieiras apresentou o alarmante índice de 24mil coliformes fecais por 100 milímetros de água, numa escala em que o tolerável são 800. Aliás, janeiro de 2018 apresentou a pior média quando comparado com as medições realizadas no mesmo período nos anos de 2017 e 2016.

A situação do esgotamento sanitário durante a alta temporada só tem piorado e o que de fato temos visto é que as condições próprias para banho são casos pontuais, configurando um perigo constante para moradoras e moradores da região e uma lástima à turistas que ao invés de sossego, se deparam com um ambiente avesso ao bem estar e à saúde pública. A prefeitura insiste em culpabilizar por esta grave situação ora as chuvas, ora a população de Florianópolis. A primeira por lavar as galerias de drenagem levando esgoto in natura para o mar. A segunda por fazer ligações irregulares. Mas o que na verdade ocorre é que, as duas “culpadas” são consequências de um trabalho falho de fiscalização por parte da gestão municipal, assim como da falta de bom senso por parte dos gestores em planejar o desenvolvimento da cidade respeitando-se limites estruturais. Se hoje, a rede de esgotamento sanitário não atende nem metade dos domicílios residenciais e comerciais, e aqueles que atende, o tratamento não é garantido, como será a nossa qualidade de vida quando a população dobrar nos próximos anos, como apontam previsões da Prefeitura? Aliás, quem será que ela irá culpar pela triste situação das praias mais procuradas pelas(os) visitantes quando chegar a alta temporada de 2019?

Todas as medições podem ser conferidas e consultadas aqui: https://goo.gl/vT4qCr.


ATUALIZAÇÃO NO DIA 15 DE FEVEREIRO

O último relatório da FATMA de balneabilidade das praia indica que o número de locais impróprios para banho continua assustador. Essa nova análise vem corroborar a denúncia que o nosso mandato fez ontem: ao contrário do que o superintendente da Secretaria de Saneamento e Habitação da Capital alega, as condições impróprias de banho nas praias no norte da ilha não são casos “isolados”. Nossa assessoria analisou o histórico das medições de balneabilidade do Norte da Ilha e constatou que a imensa maioria dos pontos de Canasvieiras, Ponta das Canas, Santinho, Jurerê e Ingleses em que foram coletadas amostras de água para análise o resultado foi alarmante.