RESTAURO DA ESCOLA ANTONIETA DE BARROS É DEBATIDO EM AUDIÊNCIA COM REITOR DA UDESC

Notícias 28/02/2020

Nosso mandato participou na última quarta-feira, 26, de audiência com o Reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Marcus Tomasi, para debater sobre a tramitação do processo de restauro da Escola Antonieta de Barros, cedida pelo Governo do Estado para a universidade, na qual será instalado o Centro de Memória e Cultura Negra.

A deputada Luciane Carminatti, Associação de Mulheres Negras Antonieta de Barros (Amab), Núcleo de Estudos Negros (NEN) e o Instituto Liberdade também participaram da audiência. O processo caminha em várias frentes, que serão niveladas/sistematizadas e apresentadas na próxima reunião, agendada para o dia 10 de março.

A Lei nº 17.837, que garante a criação do Centro de Memória e Cultura Negra no prédio da escola, foi sanciona pelo Governo do Estado de Santa Catarina no dia 26 de dezembro de 2019. O Art. 2° da Lei estabelece que a doação "tem por finalidade a execução de atividades educacionais e culturais pela Udesc, voltadas à comunidade, à qualificação e formação de professores e à criação de um centro de memória e preservação da cultura negra".⠀

A tratativa com o Reitor foi um avanço importante, no sentido do comprometimento da reitoria da Udesc. Falta ainda analisar o projeto que foi desenvolvido até então, de modo que seja compatível com a história do prédio, um dos últimos da arquitetura Art Déco, localizado no Centro Histórico de Florianópolis. É indispensável também que seja feita justiça à memória da cultura negra e daqueles que estudaram na Escola Antonieta de Barros.  

Foto: Talita Rosa/ Assessoria Luciane Carminatti